(67) 3341-2151 // (67) 3341-2696 Rua Raul Pires Barbosa, nº 116 - Miguel Couto CG-MS
DIVERSOS | 10/11/2017

CNA pede que governo se manifeste sobre estudo do Greenpeace

Brasília (09/11/17) – A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) pediu que o governo se manifeste sobre um estudo do Greenpeace que analisou a quantidade de defensivos em uma amostra de alimentos nos mercados de São Paulo e Distrito Federal.

Em ofício enviado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), a CNA alerta que os números apontados no estudo, de que 36% dos alimentos produzidos no Brasil registram a presença de defensivos proibidos ou acima do limite perdido, são totalmente divergentes dos dados oficiais apresentados pela ANVISA em 2016.

No documento assinado pelo presidente da CNA, João Martins, a entidade reforça que a divulgação de dados não oficiais e sem a chancela da ANVISA compromete a imagem do modelo agrícola brasileiro e a credibilidade do poder público no setor agropecuário.

Assessoria de Comunicação CNA/SENAR
Telefone: (61) 2109 1419
cnabrasil.org.br
senar.org.br
twitter.com/SENARBrasil
facebook.com/SENARBrasil
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas

Produtor, cadastre e receba novidades
Cadastre-se e receba novidades
Imprensa, cadastre e receba novidades
Cadastre-se e receba novidades