POLITICA | 13/10/2022

No Estado do Mato Grosso do Sul, 22% dos Eleitores Deixaram de Votar

Por Caio Banyasz Coelho - Advogado e sócio do escritório Coelho & Pimentel Advocacia e Consultoria Juridica

 

No Brasil, o voto é obrigatório para todas as pessoas com mais de 18 anos e facultativo para os analfabetos, eleitores entre 16 e 18 anos e idosos acima de 70 anos. Esta obrigatoriedade do voto está expressa pela Constituição Federal, que diz que a participação do eleitor deve ser compulsória. A obrigatoriedade do voto também é confirmada pelo Código Eleitoral.

 

Atualmente, o voto facultativo existe em 205 países do mundo. Apenas 24 países, entre eles o Brasil, possuem voto obrigatório.

 

Todavia, no Mato Grosso do Sul, houve uma gigantesca abstenção, de pessoas que não compareceram às urnas no primeiro turno para votar, que beira em torno de 22% dos eleitores, ou 440 mil eleitores.

 

O voto é um ato de cidadania, é mais que isso, é um direito do cidadão de poder escolher o rumo de seu país, que foi muito batalhado para ser conquistado.

 

Portanto, é importante o exercício deste dever/direito de votar pelo cidadão, buscando sempre os melhores interesses da nação, lembrando-se que o agronegócio é a maior fonte de riqueza do Estado do Mato Grosso do Sul, e que os interesses entre a Unidade Federativa (Estado) e o país, devem estar alinhados para que haja eficiência governamental.

 

Logo, orienta-se ao cidadão que deixou de votar no primeiro turno, que exerça seu direito. Vote, e vote com consciência, buscando alinhar os princípios dos candidatos escolhidos com os seus princípios.

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas